INTERCEDENDO POR SERGIPE, DECLARANDO QUE ESTE ESTADO É DE JESUS CRISTO.

Church of Christ - A family that loves you!

Igreja de Cristo - Uma família que ama você!

Av. Prof. José Freitas de Andrade, nº 3639 Bairro Coroa do Meio - Aracaju - Sergipe - Shopping Rio Mar - sentido ao Bairro Coroa do Meioa e Bairro Atalaia a direita perto da Nossa Escola, ao lado direito do Condomínio Filadélfia. CEP: 49035-680 FONE: (79) 9121-9661 / 9839-6389

Pensamento: Quando vemos uma montanha, nos sentimos pequenos, sabendo que ela é muito maior que nós e também que existe muito mais tempo do que nós. Mas, o Senhor existia antes de qualquer montanha e existirá depois que ela desaparecer. Ele é a única rocha de segurança e estabilidade. O nosso "sempre" só existe nele.

Confiai no SENHOR perpetuamente, porque o SENHOR Deus é uma rocha eterna;

e-mail's: aracajuic@hotmail.com prandredepaula@yahoo.com.br pra.isabeldepaula@hotmail.com

SEJA NOSSO PARCEIRO


domingo, 24 de outubro de 2010

O Equilíbrio do Homem de Deus

Posted by ajrlpc On 15:33 0 comentários

Uma das virtudes mais importantes no homem de Deus é o equilíbrio. Equilíbrio no ministério, na família, nos gastos pessoais, no comer, enfim, equilíbrio em todos os setores da sua vida.

Toda matéria criada por Deus tem o seu próprio equilíbrio. O sol, a terra e os demais planetas, as estrelas e o que neles há seguem a uma ordem natural equilibrada.
O homem equilibrado é caracterizado pela maneira temperante de agir diante de situações difíceis. O apóstolo Paulo diz a Timóteo que ¨É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante...¨ (1 Timóteo 3.2). E depois ele diz:
"Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo." (1 Timóteo 3.11)
Escrevendo ainda a Tito, diz:
"Quanto aos homens idosos, que sejam temperantes, respeitáveis, sensatos, sadios na fé, no amor e na constância." Tito 2.2
Quando o homem é de Deus, ele é equilibrado, temperante e nunca dado ao exagero. Sabe medir as coisas, não é tendencioso nem para um lado nem para o outro, pois sendo de Deus, sabe evitar os extremismos ou a posição radical; nem de mais nem de menos, mas tudo na medida certa. E isso é de extrema importância, não somente para ele, mas sobretudo para a obra que realiza para Deus, pois quantos homens, que outrora eram de Deus, não se perderam totalmente por causa da insensata posição radical? Nem mesmo na nossa própria justiça devemos ser extremos, pois a Bíblia aconselha:
"Não sejais demasiadamente justo, nem exageradamente sábio; porque te destruirias a ti mesmo?" (Eclesiastes 7.16)
Quanto aos que, no afã de se santificarem e se consagrarem, jejuaram acima do normal e acabaram por contrair uma enfermidade mortal? E aí alguém diz: ¨Mas onde Deus estava, que o viu adoecer e não o impediu?¨ De fato Deus vê todas as coisas, mas Ele mesmo não pode impedir que um servo Seu seja exagerado e faça coisas que fogem à inteligência. A Sua Palavra adverte quanto à temperança em tudo.
Além do mais, quantos são aqueles que na busca de uma super santidade e pureza acabam por contrair a pior de todas as doenças, isto é, o orgulho espiritual? São aqueles que após terem se excedido em tantos jejuns, orações, vigílias e outros sacrifícios espirituais, acabam encarnando o próprio caráter do fariseu diante do publicano, quando orava de si para si mesmo:
"Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens..." (Lucas 18.11)
Deus nos deu a Sua Palavra de sabedoria e inteligência para que julguemos todas as coisas e retenhamos o bem além do mais, o Seu Santo Espírito tem falado aos nossos corações, e se não temos ouvidos para ouvi-Lo ou se ouvimos e não damos atenção à Sua direção, então isso é outra coisa!
A verdade é que a temperança ou o equilíbrio em tudo o que fazemos é bom e profundamente necessário. A própria Igreja do Senhor Jesus está assentada sobre o equilíbrio dos frutos e dos dons, ou do amor e da fé. A igreja como um corpo caminha sobre essas duas pernas: os frutos e os dons. Os frutos, simbolizando o amor, os dons: a fé para conquistar e os frutos para edificar. A igreja que não está equilibrada nestes dois pilares, vai mal. Não se pode enfatizar o amor e deixar a fé em segundo plano, pois como está escrito: ¨Não havendo profecia, o povo se corrompe¨. (Provérbios 29.18). A profecia aqui está simbolizando os dons.
Por outro lado, também não se pode enfatizar somente a fé, porque também está escrito:
"Ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei." (1 Coríntios 13.2)
Então, a Igreja do Senhor Jesus tem que andar sobre estas duas pernas, do contrário, ela jamais poderá se desenvolver em todo o mundo.
Normalmente, uma congregação começa desenvolvendo a fé. Porém, depois que há um certo número de convertidos, deixa de lado a fé e se inicia o trabalho de doutrina pelo ensino dos frutos. A verdade é que, se começou com a fé, tem que continuar com ela e nunca retroceder com o trabalho do mesmo. Com o trabalho da fé, deve-se paralelamente somar o trabalho dos frutos. Um passo com a fé, outro passo com os frutos; mais um passo com a fé e em seguida outro passo com os frutos. É assim que a Igreja se desenvolve gloriosamente!

Wanderley Aulucci

0 comentários:

Postar um comentário

DEIXE UM RECADO AQUI:

About

Blogger templates

Seguidores